Translate

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Deliciosa Loucura.


Uma chuva forte batia contra o telhado do alojamento naquele fim de noite do mês de julho.
Eu estava de plantão naquele dia e me dirigi ao alojamento para descansar um pouco e quem sabe tomar um banho para relaxar a tensão do dia...
Passei em frente ao banheiro masculino e uma cena um tanto quanto inusitada me chamou atenção. Parei e vi aquele homem com um corpo definido com músculos que se retesavam diante dos movimentos. Ele acabara de sair do banho e esfregava a toalha pelo corpo.
Um desejo incontrolável me fez desejar ser aquela toalha. Ele percebeu de imediato que eu o espiava sorrateiramente, então, virou-se pra mim e então meu coração deu um salto. Ele estava excitado. E percebendo meu olhar faminto, começou a se exibir. Descendo e subindo a toalha, colocando-a sobre o seu mastro como se fosse uma bandeira.
Enlouqueci de tesão!
Explorei com vontade cada milímetro daquele corpo delicioso, sempre me atendo ao pau do exibido.
Eu delicia de pau! Bem branquinho, grande e grosso.... Minha buceta se encheu de liquido e fiquei completamente encharcada.
O exibido estava gostando de ser observado e continuou a se exibir, num convite irresistível para que eu participasse daquele banquete saboroso.
Sem poder controlar o tesão, entrei no banheiro masculino do alojamento. Eu estava muito excitada e para mostrar isso a ele, levantei minha saia, arredei minha calcinha e enfiei os dedos na minha buceta, depois mostrei a ele os dedos molhados. Ele me puxou pra ele e chupou cada dedo. Em seguida enfiou os próprios dedos dela para se certificar do quanto ela estava tesuda.
Ele me arrastou para o chuveiro e eu sem conseguir sequer manter o controle sobre meu desejo, o acompanhei obediente.
Ele fechou a porta e fez com que me agachasse enfiando o pau na minha boca. Eu não me fiz de rogada; chupei aquele pau duríssimo com vontade. Ele empurrava o pau na minha goela e eu lambia e chupava com tesão, enquanto minha buceta se inchava seca para receber aquele pau.
Eu queria ser fodida por aquela pica.
O exibido parecendo ler meus pensamentos, me encostou contra a parede desceu minha calcinha, dedilhou novamente minha bucetinha e então ele enfiou o pau com força. Enquanto metia com vontade aquela pica na minha buceta, me puxava pelos cabelos me forçando a virar a cabeça e me beijava na boca enfiando a linga na minha boca, me enlouquecendo de desejo.
-Me fode toda! – pedi entre os dentes.
-Vou te foder com força gostosa.
-Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii- gemi enquanto aquela pica trabalhava minha buceta quente e molhada.
-Vagabunda tesuda! – ele rosnava.
-Que delicia de pica! – exclamei prestes a dar a primeira gozada.
Notando que eu estava prestes a gozar, ele meteu com mais força. Eu delirei e o gozo explodiu naquele pau duro.
-Goza vadia! – ele dizia enquanto meu corpo tremia com o gozo maravilhoso.
-Ele tirou o pau e disse no meu ouvido.
-Agora vou foder seu cuzinho, quero gozar nele.
Empinei o rabo pra ele e então eu vibrei quando ele meteu gostoso.
-Ui que pau é esse?????
-O pau que vai te foder gostoso. – ele disse.
Ele empurrava o pau no meu rabo e mexia com os dedos ágeis na minha buceta me arrancando mais um gozo.
-Que delicia gozar com essa pica no meu cuzinho. – disse eu pra ele.
Em seguida ouvi a respiração dele ficar mais pesada, ele estava prestes a me encher com sua porra quente.
O exibido urrou de prazer e gozou no meu rabo.
Senti a porra quente descer pelas minhas pernas.
Ele então me beijou na boca. Tomamos banho juntos e nos despedimos, com a certeza que teria replay aquela foda gostosa.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Tarde Quente ! Leitura Picante. +18 anos.

                             TARDE QUENTE






A tarde estava quente, sai para respirar um pouco de ar puro.
Dirigia o carro sem rumo, sem destino. A alta temperatura climática estava mexendo totalmente comigo, com todo meu corpo, sentia pulsar tudo dentro de mim. Meus batimentos cardíacos estavam acelerados, eu estava com muito tesão, sequiosa de sexo, muito sexo.A simples imagem de um pau me penetrando me causava enorme frisson.

De rompante desviei para o acostamento, precisa me tocar minha buceta, ela estava muito inchada  querendo foder. Fechei os vidros do carro, me olhei no espelho retrovisor e em minha face estava estampado o tesão. Abri desesperadamente o zíper de meu short e meus dedos procuraram por minha buceta.....
- Sua vagabunda! – exclamei para meu reflexo!
Quando a toquei ela estava fervendo, toda molhada, tamanho desejo.
-Ai que delicia! Gemi entre os dentes, enquanto enfiava o dedo médio nela, me contorcendo de prazer, esfreguei com sofreguidão os dedos deslizando com ânsia de gozar gostoso, enquanto me tocava imaginava estar sendo penetrada por um pau bem gostoso. Meu Grelo estava durinho, mexi nele até que o gozo veio. Gozei gostoso depois lambi os dedos pra sentir o gosto e o perfume da minha bucetinha gostosa.
Recuperei-me, passei um batom nos lábios, liguei o motor do carro e sai. O vento quente invadiu o carro assim que baixei os vidros. Segui vigem, ainda sem destino.
Aonde eu iria?Mesmo depois de me masturbar gostoso ainda estava com tesão.- Caralho! – pensei - preciso sentar numa rola hoje!
Estava obcecada por sexo. Tive vontade de parar novamente para me masturbar, mas desisti, queria muito mais que um dedo médio na minha vagina. Eu queria um pau bem gostoso me fodendo.
Andei por cerca de uns dez quilômetros, fantasiando mil orgias sexuais que passavam por minha mente febril, me deixando inquieta.
 Olhei para o marcador de combustível e reparei que estava entrando na reserva, logo à frente me deparei com um posto de combustível, dei seta e entrei a direita, parei na bomba. O posto de beira de estrada estava vazio. O frentista veio me atender.

-Álcool ou gasolina, senhora? – ele me perguntou, mas fiquei paralisada olhando para o abdômen trincado, peito  deixando a mostra alguns pelinhos expostos pela abertura da camisa( Uniforme), braços musculosos, e fui subindo até o rosto do rapaz que me olhava esperando uma resposta.
-Gasolina, por favor. - consegui dizer, apertando as pernas sentindo o tesão crescer ainda mais diante daquele homem lindo.
-Quanto vai querer? – indagou o rapaz.
-Quero tudo. Respondi impulsivamente.
-Tudo o que, senhora? – o rapaz me olhava sem compreender porra nenhuma.
Atiçada pelo fogo que me consumia, respondi:
-Tudo que tiver para me oferecer. – disse isso e entreabri as pernas para que ele entendesse minhas péssimas intenções. Eu precisava trepar, e bem ali na minha frente estava o que eu queria. Um moreno com seus 1,80, cabelos negros e olhos castanhos, ombros largos, corpo viril. Ah eu queria e eu ia trepar com aquele frentista.
O olhar dele mudou quando abri as pernas, vi que ele ficou com tesão e então devagar abri o zíper e enfiei os dedos na buceta, tirei e levei os dedos úmidos aos lábios dele para ele sentir meu gosto e meu cheiro.
 Ele recebeu meus dedos e os chupou fechando os olhos para desfrutar melhor daquela oferta; Olhei para o pau dele e vi que o volume dentro das calcas era grande. Ele estava de pau duro,
-Quer trepar comigo vadia? – ele indagou já abrindo a porta e me pegando pelos cabelos. Essa atitude do frentista me deixou ainda mais em chamas. Adoro que me puxem pelos cabelos.

Ele me arrastou até um quartinho que ficava nos fundos do posto, abriu a porta com os pés, e me jogou lá dentro.  Agarrou-me e eu senti o pau duro dele em minhas coxas. Ele começou a me beijar, enfiando a língua dentro da minha boca. Senti todo o desejo dele por mim e aquilo me dava mais tesão ainda.


-Gosta de foder vagabunda? – ele rosnava no meu ouvido, enquanto arrancava minhas roupas. Eu apenas meneava a cabeça positivamente.
-Quer uma rola bem grossa nessa buceta?- continuou ele.
-Quero. Respondi entre os dentes.
Ele se livrou das próprias roupas e deixou a mostra o pau duro. Que pau lindo ele tinha! Como uma escrava, eu caí de joelhos diante do meu Deus grego que exalava sexo pelos poros. Coloquei o pau dele na boca e comecei a chupá-lo com tesão. Olhei para ele com cara de vadia e vi o rosto dele se contorcer de prazer. Ele soltou um gemido.
-Cadela!  Vou-te foder todinha!!!!
-Isso, quero sentir esse teu pau todinho  na minha buceta! – exclamei para ele.
Ele pegou um envelope e tirou uma camisinha, me entregou para que eu colocasse nele. Coloquei a camisinha com a boca, levando-o ao delírio.
Ele me ergueu pelos cabelos e me posicionou de quatro e meteu o pau na minha buceta faminta.
-Aiiiiiii que delicia! – eu disse com muito tesão na voz.
Quanto mais e gemia, mais ele metia  o pau com vontade esfolando minha buceta que estava prestes a dar aquela gozada gostosa.
Ele percebeu que eu estava prestes a gozar e disse:
-Goza sua tesuda, goza nesse pau gostoso, goza.
Eu gozei gostoso na rola dele. Ele então se deitou numa cama de solteiro que havia no canto esquerdo do quartinho e ordenou que eu sentasse no pau dele. Obedeci prontamente e sentei virada com a bunda para ele e ele começou a mexer no meu rabinho.
-Me deixa comer esse cuzinho, deixa sua vadia.......
-Deixo! – respondi.

Ele me tirou de cima dele e trocou a camisinha, e então enfiou o pau no meu rabo, enquanto seus dedos mexiam na minha xota, ele tinha o dom de mexer na xota de uma mulher, e mais uma vez senti o gozo chegar. Ele me comia gostoso, metia e tirava o pau até que ele gozou gostoso.
Tirou a camisinha, eu fui novamente chupá-lo, ainda não estava saciada.
-Cadela! Quer mais foda é?
-Sim. – respondi.
O pau dele endureceu novamente na minha boca.
Mais uma vez ele colocou a camisinha no pau e meteu gostoso o pau na minha buceta. Ele mexia gostoso e eu sentia o pau dele lá dentro me fodendo gostoso,
-Fode gostosa filha puta! Gosta de uma putaria não é? Então toma pau vagabunda, fode nesse pau gostoso.....
Ele continuou metendo e retirando o pau até que o gozo veio e eu gritei por que esse gozo veio forte.
Ele tirou o pau e eu arranquei a camisinha e mais uma vez o chupei gostoso; passei  língua por todo o pau dele e a na cabeça, ele se espremia de tanto tesão.
-Vou gozar na tua boca cadela!
Ai que eu o chupei com gosto, ele segurou meus cabelos e me forçou a encará-lo enquanto eu o chupava.
O pau dele pulsava na minha boca e percebi que tava perto dele gozar me preparei para receber o gozo dele. E ele gozou na minha boca, engoli toda a porra e lambi os dedos.
Ele beijou minha boca com desejo como se quisesse compartilhar seu sêmen comigo.
Exaustos, novamente nos beijamos, trocamos um beijo longo, terno, dessa vez sem aquele tesão todo do início. O beijo foi uma forma de agradecimento um ao outro pelo prazer que nos demos.
Levantei, me vesti e ele fez o mesmo, Voltamos para a bomba de gasolina em silencio. Palavras eram desnecessárias. Ele encheu o taque do meu carro. Paguei a conta e ele debruçou-se na porta do carro e disse:
-Me chamo Andre! Você vem sempre aqui?
Eu apenas sorri.
-Você tem nome moça? – tornou ele
-Não. – respondi. - Eu não tenho nome.

Ele abanou a cabeça, eu dei partida no motor e sai, tendo a certeza que jamais esqueceria aquela tarde.

Autora do livro: Patrícia Carpes - Parte - 1.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Marido panetone.

 Afinal, o "marido panetone", é panetone mesmo, ou está apenas fingindo pra esposa?
  Pra quem não sabe, marido panetone é aquele marido modelo "isso eu não gosto, aquilo eu não faço, não me peça isso, onde foi que você aprendeu estas coisas"? Podem até ser gostosinhos, satisfazer, ter sabor, mas são cheios de coisinhas, igual  um panetone!
  Inocência demais pensar que todos os homens são máquinas de sexo e topam qualquer parada! Claro que não! Tem homem que o máximo da luxúria para ele é um papai-e-mamãe de luz acesa, desde que não tire as meias!
  Claro, que gosto não se discute, no sexo, no máximo se lamenta! Nem todos precisam gostar de tudo, ainda bem! Mas tem alguns exemplares que extrapolam um pouquinho a noção!
 Já ouvi algumas histórias bem diferentes!
  O marido de uma amiga uma vez, no meio do aquecimento, simplesmente puxou o freio de mão e pediu pra descer só porque a mulher resolveu descer a mão pra entrada de serviço dele, bem de leve, na sutileza! Que culpa ela tinha se o fofo em questão tinha um bumbum mega apetitoso?
  O cara desarmou e simplesmente pediu pra parar a festa toda, no tipo desligar a música e recolher as bebidas mesmo!
  Outro, depois de anos insistindo pra ser ele a usar a entrada de serviço da mulher, quando ela resolver facilitar e dar de presente pra ele no aniversario do próprio, depois de uma noite de luxúria, quando amanheceu, o sujeito simplesmente perguntou pra ela onde ela tinha aprendido a fazer tudo o que tinha feito, afinal não havia se comportado como sua esposa, como uma mãe de família!   Hã?? Mãe não dá?
  Um terceiro, um dia deparou no seu trabalho com 2 mulheres de beijando e resolveu contar a esposa demonstrando nojo e indignação, dizendo que achou tudo muito absurdo!
  O que era absurdo? As duas cometerem a ousadia de se beijarem sem convida-lo pra brincadeira eu acho!
  Marido panetone é aquele que se comporta como regras demais na cama, com coisinhas demais! Pode até ter alguns ímpetos de paixão, mas serão quase sempre cheio de limites e vírgulas!
  Nada de brinquedinhos, de uma terceira convidada, de um passeio na sua área de serviço, de um tapinha de leve ou puxão de cabelo...nada de inventar moda porque ele vai querer saber onde aprendeu aquilo!
  Que tédio!
  No fundo, no fundo, sempre acho que o marido panetone só é panetone em casa e sabe-se lá porque! Pode ser porque acha a mulher é sagrada, porque acha que é feio fazer certas coisas com a mãe dos seus filhos, porque teve uma educação repressora,  porque não quer que a esposa pense que é um tarado,...rs..vai saber...
  O que sei é que respeitando os gostos e predileções sexuais de cada um, no fundo sempre penso que o marido panetone, só é panetone em casa mesmo, porque fora de casa é um ceia inteira!

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Novo guia alimentar - USP

O novo guia alimentar para a população brasileira, feito pelo Ministério da Saúde junto com a Faculdade de Saúde Pública da USP.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Juiz João Carlos Correa - Vergonha Nacional.



A SECURA DA LEI NO PAÍS DO 'SABE COM QUEM ESTÁ FALANDO': condenada por 'desacato', ao dizer que o juiz João Carlos Correa "não era Deus", a agente de trânsito Luciana Tamburini está obrigada a indenizar o magistrado em R$ 5 mil (há possibilidade de recurso no STJ). Há 3 anos e meio ele foi parado numa blitz da Lei Seca sem habilitação e documento de sua Land Rover não emplacada. Discordando da apreensão do veículo - e para onde ele deveria ser levado - afirmou que Luciana era "debochada" e lhe deu voz de prisão. Esta, por sua vez, moveu ação contra o Meritíssimo por "exposição a situação vexatória". E perdeu, sendo condenada "por abuso de poder, ofendendo o réu, mesmo ciente da função pública desempenhada por ele".

De Luciana, pouco se sabe, mas é ilustrativa a entrevista dela publicada hoje em O Globo(veja abaixo). Do juiz, é conhecido um histórico no mínimo polêmico, já tendo sido alvo de inspeção pela Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça por sentenças suspeitas em Búzios, em disputas imobiliárias e remoções coercitivas.Também já se envolveu em outras contendas de trânsito, como em 2009, ao ser parado por excesso de velocidade em Rio Bonito (RJ). Diz o policial rodoviário Anderson Caldeira ao jornal Extra: - Em nenhum momento parou de gritar e me ameaçar, dizendo que me colocaria na rua, que a minha carreira no serviço público estava acabada.

http://oglobo.globo.com/…/estou-ali-para-cumprir-lei-diz-ag…

domingo, 12 de outubro de 2014

Momento - Musical.


Você sabe praticar sexo oral seguro ?


Pergunta 1: É possível contrair alguma DST fazendo sexo oral ?

 De acordo com a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama, da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), todas as DSTs podem ser contraídas ao fazer sexo oral. Por isso, o uso da camisinha é fundamental para se prevenir do vírus HIV e de outras doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis, HPV e a gonorreia.

Pergunta 2: É possível contrair alguma DST recebendo sexo oral ?

 O contato da mucosa da boca com a mucosa genital acontece tanto ao fazer quanto ao receber o sexo oral. Por isso, neste caso também há o risco de transmitir e contrair DSTs. As doenças sexualmente transmissíveis também podem ser transmitidas caso existam feridas bucais e na região genital.

Pergunta 3: Recomenda-se alguma preparação especial para o sexo oral ?

"A única recomendação para quem pratica o sexo oral, além do uso da camisinha, é uma boa higiene bucal e da região genital", aponta a ginecologista Bárbara. Para isso, basta tomar banho diariamente e escovar os dentes após cada refeição. Quanto à depilação, a especialista alerta que não se deve eliminar todos os pelos da região genital. "Eles são protetores e previnem infecções", explica. Por isso, depile apenas o que fica aparente com o uso da roupa íntima e apare o restante, se sentir necessidade.

Pergunta 4: Para prevenir DSTs ao fazer sexo oral, o ideal é o uso do preservativo ?

 "A camisinha deve ser usada desde o início do ato sexual", recomenda o infectologista Unaí Tupinambás, da Sociedade Brasileira de Infectologia. Isso porque as DSTs também podem ser transmitidas pelo contato com a mucosa e a pele e não somente pelo sêmen ou secreção vaginal.

Pergunta 5: O uso da camisinha previne 100% contra todas as DSTs ?

  Enquanto o preservativo masculino envolve todo o pênis, a camisinha feminina não envolve toda a vulva. "Assim, nas regiões não protegidas pelo preservativo, o contato direto com a mucosa ou com lesões é capaz de transmitir DSTs", explica a ginecologista Bárbara. Entretanto, se a camisinha for usada corretamente, o risco de transmissão é muito baixo.

Pergunta 6: É perigoso engolir o sêmen de um parceiro sem DSTs ?

 "Não há qualquer problema em engolir o sêmen, desde que o casal não tenha qualquer DST", afirma o infectologista Unaí.

Pergunta 7: Quem deseja intercalar a penetração com sexo oral deve intercalar o preservativo ?

 Segundo a ginecologista Bárbara, o preservativo deve ser usado durante toda a interação sexual e trocado sempre que os parceiros mudarem do sexo oral para a penetração e vice-versa. "Cada região do nosso corpo tem uma flora específica de micro-organismos protetores que podem ser agressivos quando em contato com outras partes do corpo, podendo gerar infecções", aponta.

Pergunta 8: Sexo oral favorece infecções urinárias ?

 : No caso das mulheres, como a uretra feminina é curta, qualquer interação na área genital pode favorecer a ascensão de bactérias até a bexiga, causando infecção urinária. "Entretanto, como no sexo oral não há tanto atrito quanto na penetração, o risco é menor", diz a ginecologista Bárbara. Mesmo assim, recomenda-se urinar após o ato ou, se possível, tomar um banho.

Pergunta 9: Sexo oral no ânus é perigoso ?

  "O sexo oral no ânus pode ser feito sem problemas, desde que a área genital tenha sido higienizada", alerta a ginecologista Bárbara. Segundo ela, doenças orais fecais podem ser transmitidas durante o ato, causando problemas, como a diarreia. Para evitar o problema, use lenços umedecidos ou tome uma ducha após defecar.

Fonte: Site Terra.

Você sabe como usar a pílula do dia seguinte ?


Só quem passou pelo aperto de perceber que o preservativo rompeu ou de encontrar a cartela de anticoncepcional com comprimidos esquecidos após a relação conhece o medo de uma gravidez não planejada. Felizmente, essas e outras situações que poderiam levar à gestação indesejada podem ser revertidas com métodos de contracepção emergencial, como a tradicional pílula do dia seguinte. Segundo a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama, da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), ela é uma pílula com alta dose de hormônio, cujas versões mais modernas são compostas apenas pelo hormônio levonogestrel.
Uma pesquisa realizada pela Casa da Adolescente, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, aponta que 23% das adolescentes do sexo feminino já usaram a pílula do dia seguinte para evitar gravidez. O levantamento, divulgado dia 12 de junho, contou com 600 entrevistados com idade entre 10 e 15 anos. Os resultados mostram ainda que 75% das meninas e 60% dos meninos já conheciam a utilização do medicamento para impedir uma gestação indesejada. 
Vendida sem prescrição médica no Brasil, a pílula do dia seguinte é usada sem orientação, o que, muitas vezes, afeta sua eficácia.

Pergunta: Como a pílula age no organismo?

 De acordo com a ginecologista Bárbara, a pílula do dia seguinte age inibindo ou retardando a ovulação. "Ela não tem efeito após a fecundação do óvulo, ou seja, não interrompe uma gestação que já está em andamento", afirma.

Pergunta: A pílula do dia seguinte deve ser usada como método contraceptivo ?

"A pílula do dia seguinte é um método contraceptivo emergencial e, como o próprio nome diz, deve ser usada apenas em situações especiais, quando o método de rotina falhou ou foi esquecido", alerta o ginecologista Rogério Bonassi Machado, da Associação de Obstetrícia e Ginecologia de São Paulo (SOGESP). Usá-la como método anticoncepcional de rotina não é seguro, pois além de conter altas doses de hormônios, a pílula tem eficácia menor do que a de um anticoncepcional de rotina usado corretamente. "Vale lembrar ainda que ela não previne contra nenhuma DST e, por isso, o preservativo não deve ser dispensado", complementa.

Pergunta: Quanto tempo após a relação desprotegida recomenda-se usar a pílula?

"Quanto antes ela for usada, maior a eficácia", explica o ginecologista. Segundo o especialista, dentro das primeiras 24h há 95% de eficácia; de 25 a 48h depois, a eficácia cai para 85% e de 49 a 72h depois, a eficácia diminui para 58%.

Pergunta: Quais são efeitos colaterais comuns da pílula ?

Por conter altas doses de hormônio, a pílula do dia seguinte é conhecida por causar efeitos colaterais, como enjoo, náusea, sensibilidade mamária e antecipação da menstruação. Entretanto, vale se consultar com um especialista para saber se o que você está sentindo e a intensidade dos seus sintomas está dentro da normalidade.

Pergunta: É recomendado ingerir a pílula de estômago vazio ?

 O ginecologista Rogério recomenda não ingerir a pílula de estômago vazio. "Por conter altas doses de hormônio, já há tendência maior de causar enjoos e náuseas", explica. O ideal, portanto, seria evitar qualquer situação que favorecesse o mal estar.

Pergunta: Qual a idade mínima para usar a pílula?

Não existe idade mínima para o uso da pílula do dia seguinte. "Como é um método contraceptivo de emergência, qualquer mulher em idade reprodutiva poderia usar", explica a ginecologista Bárbara. Entretanto, recomenda-se consultar um especialista previamente para que ele possa avaliar eventuais riscos do uso e esclarecer as dúvidas do paciente.

Pergunta: Existe limite de uso da pílula do dia seguinte?

"Não existe limite de uso da pílula do dia seguinte", aponta o ginecologista Rogério. Isso não quer dizer, claro, que ela pode ser usada sem qualquer critério. Ela é um método de contracepção emergencial e, portanto, deve ser usado apenas em situações específicas, como quando há rompimento do preservativo ou esquecimento da pílula de rotina por mais de três dias. Se você ainda não conta com qualquer método contraceptivo, deve consultar seu ginecologista.

Fonte: Site Terra.